quinta-feira, 22 de dezembro de 2011

[One-shot] Mistletoe - Niley

It's the most beautiful time of the year
Lights fill the streets spreading so much cheer
I should be playing in the winter snow
But Imma be under the mistletoe

POV Nick

Era dia 23 de dezembro, o céu anil estava coberto por nuvens de onde a neve caia lentamente. Uma brisa suave e gelada soprava e as luzes iluminavam as ruas espalhando a típica alegria de quando o Natal se aproximava. Eu passeava pela rua deserta de carros do vilarejo em que eu morava em Nova York. Era um pequeno vilarejo com algumas lojas e casas também onde todos se conheciam e eram amigos.
Joe: Hey cara, vamos fazer uma guerra de bolas de neve? - Meu irmão me chamou da porta da nossa casa, com meus outros dois irmãos Frankie e Kevin me olhando esperançosos.
Nick: Hoje não, obrigado. - Eles suspiraram e voltaram para dentro de casa. Não que eu fosse de perder uma dessas guerrinhas, mas algo me dizia para continuar lá fora.
A maioria das casas tinha um visco sobre a porta, e passando os olhos por essas casas eu avistei uma garota muito bonita. Ela estava de perfil, mas isto não me impediu de notar seus belos cabelos de um tom castanho arruivado, seus olhos de um azul incrível e seu belo corpo. O tipo de garota no qual eu gostaria de estar com embaixo de um visco.

I don't wanna miss out on the holiday
But I can't stop staring at your face
I should be playing on the winter snow
But Imma be under the mistletoe

Ela parou em frente à uma loja, observando atenta um longo vestido azul bebê. Eu não entendia muito de moda, mas pelo que já ouvira a minha mãe falar, seria um vestido tomara que caia justo e simples até a cintura, e depois ficava mais solto e em camadas. Ela parecia impressionada, percebi que seus olhos foram até o preço e ela desanimou. Finalmente a reconheci como a filha do dono de uma farmácia não muito distante. Ela voltou a andar e passou por mim. Sorrimos um para o outro, meus olhos presos ao dela, como amor à primeira vista - não realmente, pois eu tinha uma quedinha por ela desde a oitava série, uma quedinha que eu jurava ter esquecido. Ouvi passos se aproximando e me virei... cabelos negros, olhos chocolate e sorriso evidente... Selena, claro.
Selena: Oi Miley. - A garota, chamada Miley, acenou com a cabeça. - Hey Nick.
Nick: Oi Selly.
Selena: Vão na festa amanhã? - Miley assentiu e eu também. Todo ano os pais dela, donos de um restaurante, chamavam as famílias mais próximas para uma festa de Natal no restaurante, como uma família gigantesca.
Miley: Só preciso de um vestido.
Selena: Não se preocupe, de qualquer jeito você fica linda.
Miley: Obrigada... - Neste momento me lembrei de algo. Puxei Sel para mais perto e sussurrei:
Nick: E o Justin? - Ela ficou escarlate.
Selena: Pare de bancar o cúpido.
Nick: No dia do casamento de vocês, vou lhe fazer o favor de lembrar que você me acusava de estar tentando juntar vocês dois. - Ela revirou os olhos. Olhei para Miley e percebi que seu sorriso desaparecia lentamente.
Selena: Mas eu não sou a única apaixonada... pensa que eu não sei da sua quedinha por ela? Ah, e o vestido  da vitrine serve perfeitamente nela. - Ela, eu sabia quem era "ela". - Bom... - Ela voltou a falar no tom normal. - Tchau gente. - Acenamos em despedida e ela saiu, saltitante e alheia ao resto do mundo como sempre [e é por isso que o apelido secreto dela é Luna Lovegood]. Eu já tinha um plano para conquistar "ela".

With you, shawty, with you
With you, shawty, with you
With you, under the mistletoe

Fui até a loja em que ela se encontrava alguns minutos atrás e entrei. Fui até o balcão e pedi para a mulher o vestido da vitrine. Ela assentiu e desapareceu atrás de uma arara, trazendo o mesmo vestido da vitrine nas mãos.
Nick: Poderia embrulhar, por favor? - Ela assentiu e embrulhou. Paguei o vestido e agradeci.

Corri até minha casa e peguei uma caneta e uma folha. Escrevi "Me encontre lá fora amanhã às 19h00. Espero que goste! - Nicholas." e colei a folha sobre a caixa. Fui até a casa dela [ironicamente, em frente à minha] e pedi para que o pai dela entregasse para ela. Ele concordou e eu agradeci. Voltei para casa e fui até a sacada do meu quarto, nova e ironicamente em frente ao dela.
Ela entrou no quarto segurando a caixa do presente na mão. Leu o bilhete e sorriu, seus olhos encontraram os meus em uma fração de segundo. Ela abriu a caixa e retirou o vestido, abrindo ainda mais o sorriso. Ela se levantou e colocou o vestido na frente de seu corpo e rodopiou. Vi ela me encarar e seus lábios formaram um "Obrigada". Retribui dizendo um "Por nada" silencioso.

Everyone's gathering around the fire
Chestnuts roasting like a hot july
I should be chillin' with my folks I know
But Imma be under the mistletoe

O dia seguinte chegou rápido, véspera de Natal. Quando deram 18h, tomei banho e me vesti, arrumei meu cabelo e me observei no espelho. 18h55, eu estava pronto. Desci as escadas e encontrei meus pais e irmãos assando castanhas na lareira.
Nick: Pai? Mãe?
Denise: Pode ir, querido. Daqui a pouco também iremos. - Assenti e saí de casa, me encostando na parede e esperando.
Ela apareceu, sorrindo, linda como nunca. O cabelo preso em um rabo de cavalo perfeito deixava seu lindo rosto mais aparente. Me aproximei dela e ela me beijou na bochecha.
Miley: Obrigada pelo vestido.
Nick: Não há de quê. Está linda, como sempre. - A girei.
Miley: Obrigada, você também está.
Nick: Obrigado... - Um silêncio estranho pairou no ar. - Vamos? - Estendi meu braço. Ela sorriu e assentiu, segurando nele.

Word on the streets santa's coming tonight
Reindeer flying thru the sky so high
I should be making a list I know
But Imma be under the mistletoe

Nick: Sabe, dizem por aí que o Papai Noel está vindo hoje a noite. - Brinquei, sorridente. Ela riu. - É sério. Com renas voando pelo céu... lá no alto. - Olhei para o céu, que hoje brilhava, salpicado de estrelas. 
Miley: Então você não deveria estar fazendo uma lista? Ou você é secretamente um duende?
Nick: Eu tenho cara de duende, Cyrus? - Fingi-me de ofendido, tentando não rir. 
Miley: Talvez... - Ela fingiu pensar.
Nick: Ah... - Comecei a fazer cócegas nela, que começou a rir.
Miley: Não, não. - Ela falou, meio risonha ainda. - Mas eu queria esse vestido, e você me deu.
Nick: Bom, eu posso afirmar que duende eu não sou. Mas quem sabe, essa noite eu irei estar debaixo do visco com você? - Ela corou e entramos no restaurante.

Hey love the wise men followed a star
The way I followed my heart
And it led me to a miracle

Depois do jantar, uma música lenta começou a tocar. Todos foram para um lugar reservando para servir de pista de dança, e comigo não foi diferente. Conduzi minha princesa até a pista e começamos a dançar, nossas testas coladas.
Nick: Sabia que ontem eu deveria estar fazendo guerrinha de bolas de neve com meus irmãos? - Puxei uma conversa de sussurros.
Miley: E por que não estava?
Nick: Hey amor, os Reis Magos seguiram uma estrela e eu segui meu coração. E ele me levou até um milagre. - Ela sorriu e corou.

Hey love don't you buy me nothing
'Cause I'm feeling one thing
Your lips on my lips
That's a merry merry Christmas

Miley: Eu não te comprei nada para dar de presente... - Ela se lastimou.
Nick: Acho que sei o que você pode me dar de presente. - Pensei alto.
Miley: O que?
Nick: Aceitar ser minha namorada. - A puxei para debaixo de um visco que havia em um pequena distância.
Miley: É, eu aceito. - E no momento seguinte, senti os lábios dela nos meus. Ah sim, aquilo sim que era um feliz Natal.

Kiss me underneath the mistletoe
Show me baby that you love me so
Oh oh oh oh oh oh
Kiss me underneath the mistletoe
Show me baby that you love me so 
Oh oh oh oh oh oh

Miley: Eu te amo.
Nick: Eu também te amo. - Nos beijamos novamente. Quando paramos o beijo, vi um loiro e uma morena também aos beijos... talvez eu não fosse o único que tinha agido aquela noite.
Sinos badalaram e fogos de artifício anunciaram a chegada do nascimento do Menino Jesus.
Miley/Nick: Feliz Natal!

The End...

E aí gente, beleza? Espero que sim :) Aqui está a minific de Natal, e já vou lhes desejando:
Um feliz-maravilhoso-mágico-extraordinário Natal e um próspero Ano Novo, que Deus os proteja!
Bem, sentiram minha falta? Pois eu senti a de vocês! Agradeço a todos que se comprometeram a ler essa fic, a todos os elogios recebidos em todos os posts e já vou avisar que a próxima fic será Jemi-Lolena-Niley-Taylors-Kenielle, e em breve, se Deus quiser, eu consigo fazer uma Jelena [minha cabeça, quando cria uma história, cria ela montada - não posso mudar os personagens nem o enredo sem minha consciência ficar reclamando disso e sem eu começar a desgostar de escrever, então...].
Se alguém quiser como a nova fic vai indo... em minha humilde opinião, ela será uma das melhores e, com certeza, com maior nível profissional, pois eu estou sendo extremamente detalhista e dedicada escrevendo essa -  a linguagem, o ocorrer dos acontecimentos, os detalhes, os personagens, tudo tem que fazer sentido e ser no mínimo bom pra mim; estou tentando fazer o melhor nela e tentar dar aquele toque mais meu nela, e espero que gostem! Se quiserem, podem pedir pelos comentários e eu dou algumas prévias da fic.
Aqui está a one-shot que prometi à vocês, espero que gostem! Feliz Natal e um Próspero Ano Novo!
God Bless!!! Kisses!!!

segunda-feira, 12 de dezembro de 2011

Perguntinha básica... [E, pelo amor de Helga Hufflepuff, me respondam!]

Hey povo!! WASSUP?

Gente, eu, como já disse mais cedo, estou escrevendo uma nova fic chamada As Relíquias dos Deuses, que é basicamente um crossover entre os mundos de Harry Potter e Percy Jackson usando os Jonas, Logan, os Taylors, a Sel, a Demi, a Miles e etc. Eu estava animadíssima com a fic, muito confiante com ela e continuo amando escrevê-la por acabar sendo o tipo de fic que me agrada.
Mas o comentário de um anônimo pedindo pra mim não escrever fics com magia [primeiro eu fiquei meio revoltada, não que eu tenha preconceitos com muggles, em tradução livre os trouxas, afinal eu sou muggle-born, nascida-trouxa] me fez parar e pensar "Mas e se os outros também não gostarem?", por mais que eu saiba que há gente aqui que é fã de Harry Potter e Percy Jackson [em outras palavras:  EU SEI QUE TEM SEMIDEUSES E BRUXOS AQUI COMO EU! ~palmas~]. E, sabem como é, não adianta mentir pra vocês e dizer que eu não ligo para o que dizem sobre minhas histórias, pois acho que qualquer pessoa que escreve fics gosta de saber como evoluir e os leitores que fazem isso. Se não gostarem deste crossover, posso escrever fics, como dizer... ao estilo trouxa-mortal, ou melhor, sem magia.
Quem quer saber sobre essa história, é mais ou menos assim:  5 bruxos e 5 semideuses, mundos e costumes totalmente diferentes, tem que se unir para vencer o pior mago das trevas de todos os tempos... pior que Gaia, Cronos e Voldemort juntos. O elmo das trevas de Hades, o raio-mestre de Zeus e o tridente de Poseidon foram roubados e devem estar seguros nas mãos dos deuses antes do solstício de inverno. Eles vão conseguir?
E eu acho a história melhor que essa descrição fajuta, mas ok.
Bem, espero que me respondam: vocês leriam?
É isso!
God Bless!!! Kisses!!!

Aviso sobre a nova fic

Oi meu povo!
Pelo que vi nos comentários, todos vocês estão bem entusiasmados para a próxima fic, não é?
Bem, eu já estou escrevendo o terceiro capítulo dela, é a As Relíquias dos Deuses, e verei se, quando houver um bom número de capítulos prontos, eu começo a postar.
Não estranhem, a história é bem diferente da que as que vocês estão acostumados a ler aqui e mistura Harry Potter e Percy Jackson, então se alguém não entender algo da história é só perguntar nos comentários e eu responderei, ok?
E eu já estou com a one-shot natalina Mistletoe prontíssima, em breve eu posto.
E, novamente eu gostaria de divulgar a fic Ones, escrita pela
!

Bom, isso é tudo! Até mais!

God Bless!!! Kisses!!!

sábado, 10 de dezembro de 2011

The Way I Loved You-Epílogo

~3 meses depois...~

 - Selena Marie Gomez, aceita Logan Wade Lerman como seu legítimo esposo, para amar e respeitar, na riqueza e na pobreza, na saúde e na doença, até que a morte vos separe?
 - Eu aceito.
 - Logan Wade Lerman, aceita Selena Marie Gomez como sua legítima esposa, para amar e respeitar, na riqueza e na pobreza, na saúde e na doença, até que a morte vos separe?
 - Eu aceito.
 - Já pode beijar a noiva.
Essas foram as palavras ditas e ouvidas algumas horas atrás, em uma Igreja de Londres. Agora estamos, finalmente, casados. Eterna e fielmente, é assim que nos amávamos, nos amamos e sempre nos amaremos.
Se querem saber qual será o sexo do nosso próximo bebê, será um garoto. É, mais um mini-Logan para a família, apesar que o que era nosso garotinho hoje está um garotão. Todos os outros estão felizes também, Mitchie e Percy estão melhores que nunca e o namoro continua firme; Charlie está cada vez mais parecida com a Tay, mesmo que seus olhos sejam os do Taylor; Jason está crescendo saudável para a felicidade de Kevin e Dani; Miley está grávida de gêmeos e Demi e Joe... continuam na mesma, o que significa que mais cedo ou mais tarde a Demi acaba grávida também.
Há ainda muitas aventuras por vir e vamos curti-las juntos, afinal, esse é só o começo de uma história. Uma longa história...


Logan & Selena


Um belo álbum foi fechado, um álbum de casamento onde todas as fotos da comemoração seriam postas mais tarde e os convidados poderiam escrever seus votos nele. Logan e Selena sorriram e se beijaram.
Logan: Eu te amo.
Selena: Eu também te amo.
Não era o fim, era só o começo.


***
Não chore porque acabou, sorria porque aconteceu.
-Harry Potter [E quem sempre me diz essa frase sabe quem ela é]


Eu quero agradecer a todos que acompanharam esta fic, de coração, eu amo vocês! Mal posso esperar para voltar com as fics aqui. Obrigada a todos e não parem de acompanhar o blog por favor!

God Bless!!! Kisses!!!

The Way I Loved You-Capítulo 37

Logan: Aceita casar comigo?
Selena: Logan... - Eu sorria. Sabe quando parece que alguém acaba de soltar milhares de fogos de artifício dentro de você? Se sim, sabe como me sinto agora. - É claro que eu aceito! - Ele sorriu e colocou uma das alianças em meu anelar direito. Fiz o mesmo nele com a outra. Ele se levantou e me beijou, todos aplaudiram. - Eu te amo. - Sussurrei.
Logan: Eu também te amo. - Sinos tocando ao longe e fogos de artifício reais reluzindo no céu indicavam que agora dera exatamente meia-noite.
Todos: FELIZ NATAL! - Nos abraçamos, um típico abraço-em-família gigante. É, mesmo não sendo de sangue, ali todos éramos uma família.

Algumas horas depois...

Acordei, eram 10h da manhã, Natal. Olhei para a aliança em meu dedo, não havia sido um sonho! Sorri e me levantei, peguei uma roupa qualquer e fui tomar banho.

Enquanto a água escorria pelo meu corpo, acariciei minha barriga e sorri. Só ele e o Percy não sabiam ainda... bem, ele havia me pedido em casamento como uma surpresa natalina, por que não contar a ele? Apenas esperava que ele gostasse da minha surpresa tanto quanto eu gostei da dele.
Fechei o chuveiro e me sequei, me vesti e voltei ao quarto. Ele dormia como o anjo que ele é. Comecei a despejar beijinhos sobre seu rosto.
Logan: Sel? - Ele abriu os olhos lentamente e se espreguiçou, me abraçando.
Selena: Bom dia, Loggie.
Logan: Bom dia... - Nos beijamos. - Feliz Natal.
Selena: Feliz Natal. Falando em Natal...
Logan: Sim?
Selena: Também tenho algo para te perguntar. - Ele acenou a cabeça e entendi que era para eu continuar. - Você gostaria de ter outro filho comigo?
Logan: Claro! - Ele sorriu. - Espera... você está... você está...
Selena: Sim, eu to grávida! - O sorriso dele aumentou mais ainda e o meu também. 
Logan: Sel, isso é maravilhoso! - Ele me colocou deitada sobre ele e começamos a rir abraçados, rir à toa.
Percy: Hey, que barulheira é essa? - Nosso filho estava na porta, de pijama e testa franzida.
Selena: Você vai ganhar um irmãozinho ou irmãzinha! - Ele sorriu e abrimos espaço para ele também nos abraçar. É, tudo estava perfeito.

The End {of the start}...


Ainda tem o epílogo, ok cambada?

God Bless!!! Kisses!!!

The Way I Loved You-Capítulo 36-Especial Lolena

OBS.: Capítulo com momentos "hot" não-tão-explícitos entre Lolena, se não gosta, não leia  a cena!
Percy: Quer ser minha namorada?
Mitchie: Você tá falando sério? - Ela sorriu. Acariciei seu rosto.
Percy: Certamente que estou. - Afirmei, também sorrindo.
Mitchie: Então... eu aceito e quero. - Nós rimos e ela me beijou, um beijo de tirar o fôlego. - Acho que temos trabalho à fazer...
Percy: Pois é. - Voltamos a procurar algo nas caixas, desta vez de mãos dadas.


Percy of - (...) - Selena on


Cheguei em casa com Demi tarde da noite, já que em dezembro as lojas seguiam abertas até mais tarde pelo Natal (1); e, como esperado, encontrei Mitchie e Percy na sala. O que eu não esperava era como eles estavam - grudados, meu filho com um braço passado sobre o ombro da garota e ela com a cabeça encostada no ombro dele. Dividiam um cobertor xadrez, tomavam chocolate quente e assistiam O Senhor dos Anéis, as luzes estavam apagadas. Provavelmente não fui a única a sentir o clima no ar, pois Demi perguntou:
Demi: Afinal, o que está acontecendo aqui? - Ambos se arrepiaram e Percy pausou o filme.
Percy/Mitchie: Nada. - Responderam rapidamente. - O que estaria rolando?
Demi: Vamos, admitam que tem um clima no ar... - Eles ficaram vermelhos o suficiente para deduzir que aquele havia sido um belo flagra.
Percy: Certo, vocês nos pegaram...
Mitchie: Estamos namorando! Ta-da! - Eles abanaram as mãos como quem diz "Surpresa!". Nada puder fazer além de sorrir.
Selena: É, isso um dia teria que acontecer.
Demi: Com certeza. Vocês iriam ficar juntos. - Eles fizeram caretas de perplexidade.
Percy: É, há leis da natureza que não se dá pra contrariar... e uma delas é que mães sempre estão certas. - Eu e Demi rimos e fomos rumo às escadas.

Ao chegar ao meu quarto, apenas peguei uma lingerie preta e fui para o banheiro da suíte tomar banho. Foi ao sair do banho que percebi que fiquei totalmente alheia ao fato de eu ter esquecido meu pijama. Me sequei e vesti minha lingerie, agradecendo pelo quarto ser quentinho mesmo no inverno. Voltei ao quarto.
(N/A: Agora seria recomendável ouvir a música In The Dark - DEV)
Logan: Oi amor. - Deparei-me com meu namorado já deitado na cama, sem camisa, sorrindo. No momento não me resolvi se o sorriso seria normal ou malicioso, apenas me joguei sobre a cama, o beijando.
Nos ajoelhamos sobre a cama, parando os beijos apenas para tomar um rápido fôlego. Suas mãos seguraram minha cintura, ultrapassando meu cabelo. Meus pelos se eriçaram, notei que nossos corpos se moviam em uma dança sensual, discreta, mas sensual. Deixei minhas mãos passearem por seu corpo, passando por seu abdômen até chegar ao botão de seus shorts. Abri o botão e abaixei o zíper, o deixando apenas com uma peça de roupa no corpo enquanto ele abria o fecho de meu sutiã e, logo depois, jogava a peça em algum canto do quarto. Estávamos excitados, nosso corpo pedindo por satisfações. As últimas peças íntimas restantes foram arrancadas e Logan me deitou sobre a cama; distribuindo beijos por todo o meu corpo, desde o pescoço, passando pelos meus seios, barriga e pulando justamente a parte que mais clamava por atenção naquele momento. Percebendo meu gemido em reprovação, ele sorriu e se dirigiu àquele lugar específico, fazendo movimentos excessivamente lentos com a boca. Eu gemia, pedia por mais, arranhava sua nuca, ele sabia exatamente como me deixar louca. Ele parou os movimentos e voltou a tomar minha boca, me penetrando. Começou uma sincronia de movimentos e gemidos até o clímax ser alcançado e nos deitarmos um ao lado do outro, adormecendo rapidamente.

Alguns dias depois...


Era a noite da véspera de Natal, a época mais bela do ano. Estávamos todos reunidos na casa dos Lautner, no jardim, onde uma grande mesa fora posta para esta data. Havia um pouco de neve ao longe, sobre as plantas do jardim. Um pinheiro estava enfeitado com vários papais noéis e anjos de cristal além das típicas bolas coloridas que enfeitam as árvores nesta data, os piscas-piscas e uma bela estrela que refletia o luar no topo da árvore. A ceia estava já na mesa; comíamos, conversávamos e ríamos. Antes de comermos, havíamos feito uma oração agradecendo por este ano e por nossas conquistas.

Faltando apenas alguns minutos para a meia-noite, todos nos levantamos e, antes que eu pudesse raciocinar algo, Logan estava na minha frente:
Logan: Selena, eu gostaria de aproveitar esta data especial para te fazer uma pergunta, sim? - Senti todos os olhos em nós, mas eu estava perdida nos olhos dele. Apenas assenti e ele se ajoelhou, retirando do bolso do terno uma caixinha preta de veludo. - Todos esses anos ao seu lado foram os melhores da minha vida, formamos uma família e temos laços indestrutíveis. Eu quero oficializar esses laços, te dar um novo sobrenome e te lembrar que eu te amo muito, então... - Ele abriu a caixinha enquanto lágrimas de emoção escorriam pelo meu rosto. Haviam dois lindos anéis de prata dentro. - Aceita casar comigo?
Selena: ...

Continua...


(1) Usei esse sistema seguindo o brasileiro, já que as lojas brasileiras, em geral abertas até as 18h, fecham às 22h no mês do Natal - não sei como funciona o sistema em outros países, então me perdoem e ignorem tal fato.
Hey galera! Obrigada aos que aturaram minha horrível cena hot! Bem, obrigada a todos pelos comentários e esse é o começo da maratona!
#RESPOSTAS#
Sarah Yeah! First! Muito obrigada! Eu também *-* Tipo, eles são feitos um para o outro e só eles não percebem... e por que a surpresa? Obrigada! Postado! Beijo!
Mчsteяioυs Giяℓ Awwn obrigadaaa!! Beijos e postado!
Lívia Vasconcellos Obrigada, postado! Beijos!
Beatriz Esteves Obrigada! Claro que ela disse sim! Postado! Beijos! P.S.: Já passei e realmente gostei muito :) Por nada. Bjs.
J. Gomez Obrigada! Sim, você adivinhou em cheio. Divulgo sim! Beijos e postado.
Mackenzie Kkkk obrigada! Obrigada!! Essa música é viciante! Kkk pois é, dois casais eternamente fofos *-* ADIVINHOU! ~Ding ding ding~ Postado! Awn obrigada!

#DIVULGAÇÃO COM GOSTINHO DE CERVEJA AMANTEIGADA#
 Ones por J. Gomez

Gente, vou perguntar de novo: Se eu escrevesse um livro e conseguisse publicá-lo, quem leria?
E aí vem mais dois capítulos rapidinho, ok?
God Bless!!! Kisses!!!

Leiam-MARATONA!

Oi povo que me aguenta e eu espero que me ame!
Eu já acabei de escrever a TWILY, só falta postar, então querem uma pequena maratona de capítulos?
Comentem, se três pessoas concordarem eu posto a maratona hoje mesmo, ok?
God Bless!!! Kisses!!!

terça-feira, 6 de dezembro de 2011

The Way I Loved You - Capítulo 35 {Especial PercyxMitchie}


[OBS.: Leiam as notas do fim do capítulo!]
Miley: Eu tive um aborto espontâneo. - Ela começou a chorar. A abracei o mais forte que nossas posições deixavam ser possível e acariciei seu rosto, enxugando algumas lágrimas. - Me perdoe...
Nick: Pelo que? - A olhei nos olhos.
Miley: Nosso bebê... - Suspirei e colei nossas testas. - Não foi culpa sua, você sabe disso. - Ela assentiu. - Fique tranquila, ainda podemos ter outro. Talvez não era pra ser. Já fizeram os procedimentos necessários? - Ela assentiu novamente. - Então descanse, eu sei que está triste, eu também o amava. - Controlei algumas lágrimas. - Tudo irá ficar bem. - Beijei sua bochecha e segurei sua mão, me sentando em uma poltrona ao lado da maca, a acariciando até uma enfermeira aparecer e pedir para eu me retirar. - Tenho que ir, amor. Até mais tarde. - Ela assentiu e selei nossos lábios rapidamente.

Nick of - Percy on

Cheguei no set sendo recebido por abraços, "parabéns" e presentes adiantados, já que amanhã não teria gravações. Eu realmente tentava insistir que não precisava mas quem sou eu comparado aos poderes de persuasão e insistência de metade dos meus amigos? Nem adiantaria falar que estar lá já era o melhor presente que eu poderia receber ~e, pra variar, isso é verdade, mas quem disse que eles me deram ouvidos?~. 
Emma[Hermione]: Pare! Não vê que está machucando ele? - Foi a fala da Emma que me fez voltar bruscamente para a realidade, mas não deixei isso transparecer na cena.
Mike [n/a: Mike Newell, diretor do quarto Harry Potter, fonte - Wikipédia]: Corta! - O diretor falou. - Muito bem, vamos almoçar e depois voltaremos a gravar, certo? - Todos assentimos e nos levantamos da cadeira.

Acabei meu almoço mais cedo que a maioria e, naturalmente, fui andar pelo estúdio, mais exatamente na parte de fora dele. A neve que estava derretendo cobria grande parte da grama verde de lá e os galhos das árvores estavam praticamente sem nenhuma folha, apenas com neve os cobrindo. Eu mal tinha pisado naquela neve fofa quando senti uma mão coberta por uma luva em meu ombro. Me virei rapidamente.
Emma: Te assustei?
Percy: Talvez... - Deixei uma dúvida no ar... obviamente eu não ia admitir que a Emma me assustara pela centésima vez esse ano, muy macho! 
Emma: Eu poderia ficar discutindo contigo até fazer você admitir mas vou direto ao ponto... - Acenei com a cabeça para ela continuar. - Quando você vai pedir a Mitchie em namoro? - A cara de incrédulo que eu fiz provavelmente merecia o prêmio do milênio. Como ela sabia dessa minha paixonite boba? - 
Percy: Como você... - Mal terminei a pergunta, ela revirou os olhos.
Emma: Ah, faça-me o favor, Perseus! O jeito que você fala dela, o brilho no seu olhar... dá pra saber até quando você pensa nela! - Minhas orelhas provavelmente ficaram da cor dos enfeites vermelhos que enfeitavam um pinheiro a alguns metros de distância. De repente, meus sapatos pareceram extremamente interessantes...
Percy: Mas eu não sei... se ela sente o mesmo. - Murmurei.
Emma: Todos dão essa mesma desculpa... poxa, se arrisca! Você saberia se conseguiria o papel principal para Harry Potter sem se arriscar no teste? - Meneei a cabeça, negando. - Então se arrisca com ela também, moreno! - Ela deu um leve soco no meu ombro e eu voltei a encará-la.
Percy: Diz isso como se fosse fácil. - Comentei. Se ela soubesse como é difícil pedir a melhor amiga em namoro sendo que essa é a primeira vez na vida que você engataria em um relacionamento...
Emma: Meu amigo, nada mais é fácil na vida, mas você nunca vai saber se não tentar... - Fiquei quieto. - Ah, vamos lá, Percy! Coragem! Mais cedo ou mais tarde você terá que fazer isso, por que não mais cedo? Você aliviará um grande peso das suas costas. 
Percy: Certo, certo... - Acabei por concordar. - Mas... com uma condição. - Ela não pensou que seria tão fácil assim, pensou? 
Emma: Qual? - Ela franziu os lábios, como se previsse que não viria coisa boa à seguir. 
Percy: Eu me declaro pra Mitchie... se você se declarar para o Rupert antes. - Ela me encarou com uma expressão surpresa e logo depois me lançou um olhar ameaçador.
Emma: Muito esperto, Perseus. - Ela continuava com aquele olhar ameaçador e sua voz parecia um sibilo reptiliano. - Eu aceito! - Ela voltou para a parte de dentro do estúdio, e eu a segui, quase trombando com ela quando ela parou bruscamente alguns metros antes de onde Rupert e Tom conversavam. - Hey, Rups! - Ela o chamou e ele a olhou, vi a coluna dela tremer quase imperceptivelmente.
Rupert: Hey Emma. - Ele foi até ela [Tom continuava encostado na parede, observando a cena como se esperasse algo acontecer] e ela, antes que qualquer um pudesse formular qualquer novo pensamento, o beijou sem rodeios e ele correspondeu como se a vida dele dependesse disso [sei disso porque ele a tirou do chão, digo, literalmente]. Não muito longe dessa cena que estava ficando do gênero arrumem-um-quarto, Tom sorria incrédulo e Clémence [n/a: Clémence Poésy, interpretou Fleur Delacour nos filmes de HP] tropeçou no salto e quase se estatelou no chão pois observava atenta demais a cena. - P-Por que você... - Ele tentou perguntar quando eles finalmente pararam o beijo.
Emma: Porque eu estou apaixonada por você. - Ela faz isso parecer tão simples! Rupert ficou estático enquanto Clémence sussurrou um audível "Awwwn!"
Rupert: Isso é ótimo! Eu também sou apaixonado por você! - Eles ficaram lá, sorrindo como bobos até que ele começou um novo beijo, todo mundo [com isso eu me refiro à Clémence, ao Tom e a mim] ainda olhando.
Emma: O que foi isso? - Ela ficou tão vermelha que eu poderia jurar que ela fazia parte do cabelo do Rups. 
Rupert: Um pedido de namoro. - Ela o beijou de novo... esse ciclo de beijos tá mais sem fim que o ciclo do Rei Leão -.- [n/a: Minha professora de Ciências que sempre menciona o "Ciclo sem Fim" do Rei Leão].
Emma: E esse foi um "aceito". - Os três espectadores de tal cena romântica começaram a bater palmas. Emma sorriu e olhou pra mim, e sem dúvidas aquele olhar queria dizer "Minha parte tá feita, colega! Só falta a sua.". Pensei em fugir da aposta, mas minha mãe me fez ser justo demais... por que ela tinha que ter me criado tão bem?

Dia seguinte...

Acordei com a minha [talvez ainda não tão minha] Mitchie cantando "Parabéns pra você" baixinho na minha orelha. Excelente jeito que a garota que eu amo achou pra me acordar, justo eu, um adolescente com seus agora 14 anos e hormônios à flor da pele... é implorar pra mim ou agarrá-la ou infartar... ou os dois. Cara, eu sou o maior boboca apaixonado!
Percy: Hm... bom dia, Mitchie. - Falei com a voz totalmente manhosa. Esfreguei meus olhos e os abri, dando de cara com olhos castanhos muito próximos do meu rosto, sentindo sua respiração quente...
Mitchie: Bom dia. - Ela levantou em um pulo, acho que percebeu a nossa mínima distância. Me levantei e ela logo me abraçou. - Feliz aniversário! - E ela me deu um beijo na minha bochecha... senti como se aquele lugar fosse sagrado.
Percy: Obrigado. - Retribui o beijo em sua bochecha e ela ficou com um ar um tanto aéreo. 
Mitchie: Bom... vou descer e deixar você se trocar. - Assenti e fui ao meu armário.

Eu mal cheguei na cozinha e fui abraçado [leia-se quase sufocado] pelos meus pais, pela tia Demi e pelo tio Joe, que faziam um coro dizendo "Parabéns filho/sobrinho, felicidades, saúde, paz, alegria..." e outros votos. Fiquei feliz quando vi que para o café teríamos waffles com mel e suco de laranja, ambos à lá U.S.A., exatamente do jeito que eu amo.
Tomei o café e subi, escovei os dentes e quando voltei havia três embrulhos sobre a minha cama. Pulei nela e peguei um dos embrulhos antes que a curiosidade me dominasse, o papel de presente era verde-escuro, o presente era pequeno e fino. Em um canto dele havia um pequeno bilhete: Feliz aniversário, Percy. Esperamos que goste e se divirta! Te amamos! Ass.: Demi e Joe. Sorri e abri o embrulho, era um livro! Conferi o título - As 100 Melhores Histórias da Mitologia. Menos horas de tédio no mundo pra mim!
O embrulho do próximo presente era bem maior, azul com listras brancas e outro bilhete. Peguei o bilhete, onde estava escrito "Filho, lhe desejamos feliz aniversário e esperamos que goste deste presente, sabemos como queria um novo você-irá-descobrir-o-que. Te amamos muito! Ass.: Pai e Mãe.". Abri o embrulho rapidamente e era... um novíssimo baixo para mim! Já estava até ajustado. Toquei alguns acordes, era excelente... Já sabia quem ajustara, provavelmente fora meu professor - que eu também chamo de pai.
Haviam mais quatro presentes - um caderno musical dado pela Miley e pelo Nick; um livro com dicas para atuação de Kevin e Dani e os três filmes da triologia O Senhor dos Anéis pelos Taylors.
O quarto e último presente [que eu não abri ontem pois só recebi hoje, claro] era um embrulho pequeno e prateado com uma fita vermelha. Li o pequeno bilhete: "Feliz Aniversário, Percy! Sei que esse presente não é nada demais, mas foi feito com carinho. Eu te amo, moreno! Ass.: Mitchie". Eu sorri e abri o embrulho, havia um retrato cuja moldura tinha o formato de uma paleta de tinta e a foto era uma minha e da Mitchie tirada há duas semanas atrás, onde nós estávamos em uma cafeteria de Londres tomando chocolate quente. A foto era basicamente eu e Mitchie sorrindo sentados um ao lado do outro segurando nossas canecas fumegantes de chocolate quente e com bigodinhos formados pelo líquido. Acomodei o retrato na escrivaninha, entre onde eu havia deixado meu novíssimo baixo e onde estava meus novos livros, cadernos e filmes. Nesse momento, minha mãe entrou no quarto.
Selena: Filho, estamos saindo para o trabalho, ok? Posso contar com você e com a Mitchie para pegarem algumas caixas com os enfeites e a árvore para o Natal? - Assenti. - Obrigada. - Ela deu um beijo em minha bochecha e eu a abracei. - Te amo.
Percy: Também te amo. - Ela sumiu pela porta, dando lugar para uma Mitchie sorridente, aquele sorriso que o mundo para só pra olhar.
Mitchie: Ganhou um novo baixo, eh? - Ela falou, observando meu novo baixo encostado na parede.
Percy: Obrigado pelo presente, eu gostei muito. - Falei sem rodeios, eu sabia que ela queria saber o que eu tinha achado, afinal eu conheço ela desde que eu nasci... literalmente.
Mitchie: Obrigada... - Ela corou e o quarto ficou em um silêncio estranho que me fez ter vontade de sair de lá e descer as escadas para um lugar com menos tensão no ar. - Hm... vamos ao sótão pegar os enfeites da árvore? - Ela quebrou o silêncio. Assenti e fomos até a parte do corredor onde ficava o sótão, abri a fresta no teto e subimos a escada que surgira.

Estávamos procurando algum enfeite na mesma caixa já fazia um tempo, quando sem querer eu olhei pra cima e vi, apenas alguns centímetros distante, um visco pendurado sob o teto. Uma onda de coragem e adrenalina me invadiu, montei um plano mais rápido do que eu imaginei que poderia formular qualquer coisa.
Percy: Um visco... - Falei como quem não quer nada e a olhei no fundo de seus olhos.
Mitchie: Não estamos debaixo dele... - Ela corou bruscamente e eu sorri mais ainda. Me levantei, puxei-a pra cima e a levei pra baixo do visco. Me aproximei dela, nossos olhos se fecharam no mesmo momento, eu sentia sua respiração bater em meu rosto. Tomei coragem e colei nossos lábios, enlaçando sua cintura, sentindo suas mãos em meu ombro. Um arrepio percorreu todo meu corpo, como um choque elétrico de felicidade e nervosismo. Sabia que nenhum de nós sabia direito o que estávamos fazendo, apenas nos deixamos levar. Ela deu o próximo passo, sua língua pediu passagem e eu concedi, ganhando um novo arrepio. Depois de um tempo paramos o beijo... nosso primeiro beijo... mas eu fiz questão de manter nossas testas coladas. - Wow... isso foi... - Ela sorriu. - Acho que você entendeu as entrelinhas.
Percy: Só falta uma coisa pra tornar meu aniversário completo. - Aproveitei a coragem que me restava: era agora ou nunca.
Mitchie: O que?
Percy: Você dizer sim.
Mitchie: Sim para...?
Percy: Quer ser minha namorada?
Mitchie: ...

Continua...

Wow! Esse foi provavelmente o capítulo mais longo que eu já escrevi nessa fic! A inspiração fisgou legal hehe.
Como vocês devem ter percebido [ou não] eu me inspirei em citações de duas músicas enquanto o Percy narrava:
1. Just The Way You Are - Bruno Mars ["And when you smile,  the whole world stops and stares for a while" = "E quando você sorri, o mundo todo para e olha por um tempo"].
2. Ours - Taylor Swift ["Stranger silence make me wanna take the stairs" = "Silêncio estranho me faz querer pegar as escadas"].
É, está terminando a fic :( Mas agradeço de coração por todos os comentários!
#RESPOSTAS#

Mчsteяioυs Giяℓ Muiiiito obrigadaa!!! Com isso eu mesma tenho que concordar, mas, é a vida... altos e baixos. Beijos! <3
Beatriz Esteves Obrigada! É, até eu fiquei, mas isso foi necessário pois é assim que a gente aprende a superar as coisas, não? Claro que sim! Deus recompõe tudo que perdemos, mesmo sendo uma fic... Postado! Bjs!
rosa Muito obrigada! Postado! Claro que sim, já votei lá, quer que eu peça para as leitoras também votarem? Postado! Kk. Xooxoo
Lívia Vasconcellos Obrigada! Pois é... Postado! Beijos!
Mackenzie COM CALMA, COMANDANTE! Entendo... é, tem motivos pra chorar, eu acho, pois na real... nunca vou achar extremamente bom o que eu faço. Yep, a Miles perdeu o bebê :( Kkkkk calma, faz yoga e siga em frente! Ela vai ter outro, e vai dar certo esse próximo ~Spoiler spoiler spoiler~. Postado!

Gente, mesmo não sabendo se a rosa quer que eu divulgue para vocês, vou logo pedir para vocês clicarem aqui, lerem o que estará escrito, ir lá e votarem! O cadastro é rápido e votar não mata, né? Obrigada aos que fizerem esse favor tanto por mim, quanto por elas.
E -alerta spoiler- aos que estão revoltados com a perda da Miley, mas eu acredito que tudo especial que perdemos, Deus recompõe em dobro em nossas vidas, e essa é uma das maiores verdades do mundo, digo por experiência própria - e então, obviamente eu não poderia deixar a fic terminar sem a Miley ter outro filho, não é? E de brinde vai a dica: recompõe em dobro
Bom, vou calar a boca e terminar isso aqui pois vocês devem ter perdido qualquer pingo de paciência com a minha pessoa, não? Só vou acrescentar mais uma coisinha:  Se eu escrevesse um livro de aventura e conseguisse publicá-lo, quem leria?
E, bem, é isso! Espero que gostem e comentem, ok?

God Bless!!! Kisses!!!

sexta-feira, 2 de dezembro de 2011

The Way I Loved You-Capítulo 34

Padre: Nicholas Jerry Jonas, aceita Miley Ray Cyrus como sua legítima esposa, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, até que a morte vos separe?
Nick: Talvez... - Miley sentiu o coração apertar. - Pois nem a morte pode nos separar. Mas... aceito. - A noiva suspirou de alívio.

Padre: Já pode beijar a noiva. - O beijo que eles deram foi memorável, cheio de paixão e emoção. Era como se não houvesse amanhã, como se esse fosse o último momento deles juntos, e não o começo de uma vida inteira juntos. Todos aplaudiram.


Narradora of - 3 ano depois... - Demi on


Me deitei na cama ao lado de Joe, dei um beijo rápido nele e sussurrei um "Eu te amo" na sua orelha, sendo recompensada por um "Eu também te amo" do lado dele. Acomodei-me e fechei os olhos, pensando em tudo que acontecera nos últimos anos.
Primeiro pensei no tempo que eu e Joe ficamos separados. Percebi que aquilo era necessário, era como se Deus apenas nos afastou para reconstruir melhor nosso amor e nossos laços familiares.
Pensei em como agora todos estavam particularmente felizes, Dani e Kevin com um bebê muito fofo recém-nascido chamado Jason, Miley estava grávida de Nick [sim, nossa pequena inocente já estava grávida!], Selena e Logan não podiam estar melhores ~ou podiam?~, e agora tanto o Loggie quanto o Joe estavam morando na casa que inicialmente eu dividia com a Sel e nossos filhos [se querem saber sobre a mídia, pois é, agora todo mundo sabe que o Logan namora a Sel e toda a história por trás de Percy, que já era bem invejado por ser Harry Potter]. Percy e Mitchie? Muito bem, obrigada. Eu, Joe, Sel e Logan aproveitamos o dia livre e o frio para passar o dia com eles, um maravilhoso dia em família com muito chocolate quente. Na casa dos Taylors tudo continua igual... exceto pelo fato de agora a Charlie e a Meredith gostarem de falar/miar/ronronar no telefone. Depois de um tempo, adormeci.


Beep! Beep! Beep!, o despertador soou às 7h da manhã, eu me controlei para não jogá-lo na parede. Levantei-me com muita força de vontade, lembrando que no dia seguinte seria o aniversário do Percy, que assegurou que desde que ele pudesse comer um bolinho de chocolate ele estava feliz. Sorri pensando que alguns dias atrás fora o da Mitchie, até aniversário os dois faziam praticamente juntos... incrível.
Me vesti rapidamente e fui fazer um rápido café-da-manhã na cozinha, dando de cara com dois jovens que obviamente haviam acabado de acordar.
Demi: Mi? Percy? Já acordados? - Sorri, eu sabia que eles não iriam se acostumar tão facilmente a acordar mais tarde depois do ano letivo.
Percy: Tenho filmagens... - Ele falou notoriamente cansado.
Mitchie: Não consegui dormir de novo... - Ela falou igualmente cansada. Sorri.
Demi: Então venham tomar café! - Terminei de preparar o café e depois de um tempo, Sel, Logan e Joe também apareceram.


Dei um beijo em Joe e fui com Sel ao trabalho, abriríamos a loja hoje - tínhamos que começar a arrumá-la para o Natal.
Fomos diretamente para o andar de cima, entramos em um dos pequenos armazéns de lá e pegamos alguns enfeites, aproveitando que à essa hora da manhã pouca gente passeava pelo centro e ficava mais fácil para arrumarmos.


Depois de um tempo, Tay entrou sorridente como sempre no armazém, deixando seu casaco branco sobre uma cabideira e nos cumprimentando. 
Taylor[S]: A Miley ainda n... - Mal terminou a pergunta, Miley entrou também.
Miley: Falando de mim? - Nós rimos.
Taylor[S]: Ia perguntar onde você estava...
Miley: Aqui estou... - Rimos novamente. - E aí, como vamos arrumar a loja? - Sorri, eu andava reparando demais em detalhes e qualidades das pessoas, e Miley tinha esse ar jovial e animado único.
Selena: Eis a questão... vamos ver, tem que combinar com as roupas postas na vitrine, que trocamos sempre, então...
Demi: Temos que decidir o que iremos colocar na vitrine durante este mês. - Todas concordaram e voltamos para o andar onde se encontrava a loja.


Separamos as roupas, em um lado da vitrine as femininas e no outro as masculinas. Elas tinham um clima festivo, tanto para o Natal quanto para o ano novo; as futuras vitrines estariam recheadas de conjuntos formais, vestidos de festa e outro conjuntos perfeitos que combinavam com o brilho natalino que Londres ganhava no fim do ano, independente da neblina e da densa neve que a dominava.
Estávamos já preparando outra vitrine quando...
Miley: Gente, eu não estou me sentindo bem. - Miley falou, seu rosto sempre iluminado agora mais pálido que o normal.
Selena: O que está sentindo? - Sel perguntou preocupada.
Miley: Meu abdômen... está doendo. - Ela falou com a voz trêmula, curvando-se para frente e abraçando o abdômen. - Demais. - Eu pensei que ela ia chorar, mas ela era forte. Repassei tudo que sabia sobre gravidez [não é pouco! Eu engravidei aos 15 anos poxa, eu estava em pânico e tudo que eu pudesse fazer para minha filhinha crescer bem eu faria, então pesquisei até demais] e a ideia do que estaria acontecendo com minha amiga me atingiu como um raio.
Demi: Tay, por favor cuide de tudo aqui. Sel, ligue para os garotos, principalmente o Nick. Eu levo a Miles para o hospital. - Levei My até o carro e fui à caminho do hospital, ela perguntava o que estava acontecendo e se era o que ela estava pensando. - My, fica calma, ok? Tudo dará certo... talvez nem tudo, mas agora o que importa é você. - Sabia que ela queria fazer alguma objeção, mas simplesmente calou-se. 


Demi of - Nick on


Eu dirigia tranquilamente ao sítio arqueológico onde eu trabalho quando meu celular tocou. Era a Selena, algo me dizia que era sério. Estacionei meu carro em uma vaga milagrosa que havia na calçada e atendi.
#Ligação on#


Selena: Nick? É você?
Nick: Sim... Sel, aconteceu algo?
Selena: Nick, a Miles começou a passar mal do nada e a Demi está levando ela para o hospital de sempre, sim? Por favor, vá depressa pra lá. Vou apenas terminar de avisar os outros e também vou.
Nick: Certo, obrigado.
Selena: Por nada... bom, tchau.
Nick: Até daqui a pouco.
Selena: Se Deus quiser.


#Ligação of#


A situação devia ser séria, afinal Miley tinha uma saúde incontestável e Selena ficava calma em todas as situações, e pelo barulho do salto dela batendo impacientemente no chão a coisa deveria ser de uma preocupação sobrenatural... foi quando percebi que eu não havia perguntado o que minha Miles tinha. Bati a cabeça no assento como um castigo pela burrada, olhei pela rua e dei partida no carro [N/A: Se não me engano, é algo assim que se fala].


Quando dei meu nome para a recepcionista do hospital, a primeira coisa que disse é falar que Miley queria me ver e depois ela me deu o número do quarto em que ela estava, depois ela disse que eu deveria esperar. Esperei por um tempo que pareceu séculos quando a recepcionista chamou-me e disse que eu podia vê-la. Apertei o paço até o quarto dela e entrei sem bater.
Nick: Miles... - Olhei para ela, deitada solitária em uma maca, os olhos cheios d'água.
Miley: Nick...
Nick: O que houve, meu amor? - Corri pra ela e a abracei. - Está tudo bem?
Miley: Bem, eu estou bem, mas... - Ela olhou para baixo.
Nick: Mas...?
Miley: O bebê não...
Nick: O que...
Miley: Eu tive um aborto espontâneo. - Ela começou a chorar.


Continua...


É gente, eu não deixo os Niley em paz!
Minha criatividade infelizmente não imaginou nenhuma festa pro casório, então imaginem vocês mesmos!
Espero que gostem e agradeço pelos comentarios!


#RESPOSTAS#


Káá Cyrus Awwn obrigadaa!! Postado, passou a ansiosidade? Love, Laah! <3
Beatriz Esteves Obrigada! Pois é, ele disse sim... Postado! Bjs!
Maria Clara Muito obrigada!
niic@le Nossa, assim você me mata (8) [Obs.: Não estou zoando contigo, é que tem muita palavra que se fala perto de mim e eu penso em uma música, é reflexo] Muito obrigada!!! Postado, e sim, ele aceitou! Eu sei que sim, se não eu iria ser mais vaiada que o Adam Shankman quando ele fez críticas não tão boas em So You Think You Can Dance [TV demais na minha vida, eu sei]. Postado!

#SELINHO#
Obrigada  !!!



e

a) Por que resolveu escrever uma fic ?


R: Porque eu comecei a ler fics e mais fics e comecei a forjar algumas na minha cabeça, e eu não aguento guardar ideias para histórias, então comecei a escrever.

b)Qual é sua fic favorita ?


R: Eu posso dizer honestamente que não tenho nenhuma, por mim eu amo todas as que eu leio e como cada fic é diferente, não dá pra julgar qual é a favorita.

                                                    c)Qual é seu casal favorito ?


R: Prefere que eu diga em ordem alfabética ou aleatória? Certo, eu não tenho exatamente um então escolherei um aqui da fic... Lolena ou PercyxMitchie.

                                                e)Qual o personagem que mais odeia ?


R: Nenhum, pois acabou de cair a ficha aqui que eu não fiz nenhum vilão nessa fic, senão ia ser conflito demais!


Repassando [5 blogs]:

  1. The Teachers
  2. Get Back
  3. The Girls Who Hide Secret
  4. Jemi: Laços Eternos
  5. Ones
É, eu sei que muitos de vocês estão querendo me dar uma Kedavra e jogar meu corpo nas profundezas de Mordor por eu ter feito tal crueldade com a Smiley, mas me perdoem, foi o que minha mente planejou!
Pra quem não entendeu o que raios eu quis dizer com Mordor, sugiro que assistam O Senhor dos Anéis, outra coleção pra mim ficar enchendo vocês sobre... é, eu ando assistindo TV demais ~olha quem está assistindo O Retorno da Múmia agora mesmo! Sim, eu!~, então não se surpreendam.
E... FINALMENTE FÉRIAS!!!! Tutu turu tututurutututu
Eu já estou escrevendo uma nova fic ~As Relíquias dos Deuses, quem quer saber mais, comente pedindo!~ e, também... um livro! ~culpa da minha professora de Português lol~ E nessas férias eu vou viajar demais, então talvez eu mal poste, ok?
É tudo! Espero que gostem! Comentem, ok?
God Bless!!! Kisses!!!

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

The Way I Loved You-Capítulo 33



Dani: É que... eu suspeito que estou grávida. - Me controlei para não sair dançando. A peguei no colo e a beijei.
Kevin: Dani, isso é... maravilhoso! - Ela sorriu e me abraçou mais firmemente.
Seríamos verdadeiramente uma família.


Kevin of - Alguns dias depois... - Miley on


Demi: Céus, Miley! Acalme-se, minha brigadeira! - Ela brincou e eu sorri... 
Miley: Desculpa, mas meu estômago decidiu dançar Lady Gaga aqui.
Taylor[S]: Todas ficamos nervosas no dia do nosso casamento! Mas é melhor se acalmar ou eu vou te deixar entrar na Igreja de calcinha e sutiã! - Ela ameaçou, já que eu nem estava conseguindo pôr o vestido de tanto que eu tremia.
Selena: Ela tem razão, Miles. Quer um copo de água com açúcar para se acalmar?
Miley: Por favor. - Ela sumiu em direção à cozinha, e nesse momento Dani entrou no quarto, deixando o estojo de maquiagem sobre a penteadeira.
Sel voltou rapidamente e eu tomei a água, então vesti o vestido - um longo vestido branco de cetim charmeuse com decote princesa, justo até a cintura e depois solto, com uma cobertura de um tulê canelado com brilhantes. Calcei meu scarpin e me sentei delicadamente.
Dani: Podemos? - Assenti com a cabeça e então Dani começou a arrumar meu cabelo, Tay começou a me maquiar e Demi e Sel começaram a fazer minhas unhas. Oh sim, ser noiva tem ótimos pontos.


Selena: E então, o que achou? - Sel me perguntou quando me olhei no espelho. Minhas unhas estavam pintadas de branco e nos indicadores havia uma bela rosa prata desenhada; meu cabelo estava preso em um lindo coque e minha maquiagem era formada por uma sombra prata esfumada junto com uma branca, um blush rosado beeeeeeem clarinho e um leve batom coral.
Miley: Tudo maravilhoso! Obrigada, garotas. - Todas elas falaram "Por nada" em coro. Respirei fundo esperando elas se arrumarem e terminarem de arrumar Mitchie [maquiagem e cabelo], que estava lá quietinha com o vestido de daminha lendo "As Brumas de Avalon" enquanto Percy esperava também lendo na sala.


Miley of - Narradora on


Depois de pronta, Mitchie - com seu belo vestido de cetim charmeuse na cor lavanda - foi conversar com Percy - que usava um smoking básico -, esperando sua mãe se aprontar.
Percy: Como está o clima lá?
Mitchie: A Miley está quase tendo um treco mas tá tentando se controlar. - Neste momento, além de uma noiva muito nervosa e empolgada, desciam as escadas mais quatro belas mulheres: Demi, Dani, Tay e Selena.


Não muito longe dali, em uma Igreja, Nicholas - que não parava de arrumar sua gravata e seu terno risca-de-giz, como se realmente precisassem ser alinhados - andava de um lado para o outro no altar, enquanto seus irmãos e amigos tentavam acalmá-lo sem obter qualquer sucesso.
Nick só foi se acalmar quando Selena apareceu sorrindo pela porta da Igreja, sinalizando que a noiva já estava esperando. Bom, em parte ele se acalmou, pois em outra parte ele ficou mais elétrico... "E se ela desistir? E se ela não achar que está pronta ainda? E se ela só tiver aceitado por dó de mim? E se alguém tiver algo contra? E se der tudo errado?", ele se perguntava sem parar.
Taylor[L]: Amigo, ela não vai desistir, ela nunca aceitaria se não estivesse pronta, ela nunca teria aceitado por dó pois ela sabe que você sofreria menos do que se recebesse um "não" hoje, ninguém tiver algo contra e mesmo se tiver isso é de menos e nada vai dar errado, fique calmo, ok? - O amigo de anos a fio falou, como se lesse seu pensamento. O homem de cachos castanhos se perguntou se essas dúvidas ocorriam à todos que fossem se casar; respirou fundo várias vezes e relaxou, se pondo quieto no altar enquanto os convidados iam chegando, principalmente os padrinhos de casamento de Miley [Demi e Joe] e de Nick [Kevin e Danielle].


Billy: Minha filhinha está crescendo! - Choramingou o pai de Miley poucos segundos antes de entrarem. - Pronta, querida? - Miley assentiu com a cabeça. - Eu te amo, filha!
Miley: Também te amo, pai. - Então o órgão começou a tocar uma música, mais especificamente Please Be Mine, cantada por Nick para pedi-la em namoro. Miley estava à beira de lágrimas e sorrisos.


Tudo passara muito rápido até a hora em que o padre chegou à parte que todos mais ansiavam:
Padre: Miley Ray Cyrus, aceita Nicholas Jerry Jonas como seu legítimo esposo, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, até que a morte vos separe?
Miley: Aceito.
Padre: Nicholas Jerry Jonas, aceita Miley Ray Cyrus como sua legítima esposa, na saúde e na doença, na riqueza e na pobreza, até que a morte vos separe?
Nick: ...


Continua...


Ele dirá "aceito" logo de cara? Hm, acho que não, hein!?
Oi turma! Como vão? Quero desejar um Feliz Aniversário atrasado pra minha Smiley, e só isso, pois [além da preguiça e pressa não deixarem] não dá pra descrever 5 anos de admiração e amor por ela em um post!
E, também... HAPPY THANKSGIVING [ Dia de Ação de Graças]!!!!! Que Deus abençoe e proteja cada um de vocês, suas famílias e amigos! Amo vocês!
Reta final pra esta fic :( Mas não se entristeçam! Obrigada pelos comentários!
#RESPOSTAS#
Beatriz Esteves Obrigadaa!!! Postado! Bjs!
Lah Awwn thanks!! Já passei e eu gostei :) Bjs, Lah
Mackenzie Kkk de nada... ah tá [não sei por que eu falaria AINDA...]. Verdade, porque olha... Foi quase! Foi um animalzinho pelo menos. Kkk YEAH! GRÁVIDA! Awwwn *-* que lindo... e acabou combinando com o capítulo lol irônico, não? Certo! Vou sim, na verdade já estou planejando ela, é aquela Niley - Mistletoe. Postado! Kisses!
Mчsteяioυs Giяℓ SIM, POSTEI! Hashahsah Awwn obrigadaaa!! ~até assustei com o "mentira"~ Pois é, eu também amo esse gif *-* BeiJoe
niic@le Awwn obrigada!! Tudo bem, eu entendo. Postado ~nem tão rápido, masok~ Bjs!

Bom, eu já terminei com a I Won't Apologize, então começarei a planejar as próximas fics e terminar essa, que tem apenas mais alguns capítulos, então...
Bom, isso é tudo! Espero que gostem e comentem, ok?
God Bless!!! Kisses!!!